Parceria Brasil e Estados Unidos 2020.

MENSAGEM DA EMBAIXADA DOS EUA NO BRASIL:

ESTADOS UNIDOS E BRASIL: UMA PARCERIA VIBRANTE E CRESCENTE

  • A parceria EUA-Brasil é ancorada por nosso compromisso de promover segurança, democracia, prosperidade econômica, direitos humanos e estado de direito. Estamos trabalhando juntos para enfrentar os desafios globais e regionais mais urgentes do século, incluindo a crise em curso na Venezuela.
  • O Brasil é um parceiro fundamental no apoio aos venezuelanos que fugiram da crise provocada pelo homem do regime de Maduro. O trabalho do Brasil com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados – um parceiro do Departamento de Estado dos Estados Unidos – para abrir novos hospitais de campanha em Boa Vista e Manaus está fornecendo um apoio essencial aos brasileiros e venezuelanos que sofrem de COVID-19.
  • Os Estados Unidos estão contribuindo com apoio para mais de 20.000 venezuelanos vulneráveis que vivem no Brasil com assistência alimentar, abrigo, água potável e acesso a oportunidades de sustento. Desde o ano fiscal de 2017, os Estados Unidos forneceram mais de US$ 50 milhões aos esforços do Brasil para oferecer serviços para migrantes e refugiados venezuelanos vulneráveis.
  • Procuramos expandir nosso trabalho com o Brasil na prevenção da mineração ilegal e do contrabando de ouro, que causam grandes danos ambientais, enriquecem organizações criminosas transnacionais e aumentam a insegurança na região, especialmente na Venezuela.

GOVERNOS E SETOR PRIVADO ESTÃO COMPROMETIDOS COM O COMBATE A COVID-19

  • Os Estados Unidos e o Brasil estão trabalhando em coordenação estreita para combater a pandemia global, com base em décadas de cooperação científica e de saúde. O governo dos EUA se comprometeu a enviar US$ 13,8 milhões ao Brasil em resposta à pandemia – o que inclui apoio às comunidades indígenas e marginalizadas –, enquanto empresas dos EUA no Brasil prometeram aproximadamente US$ 55 milhões. Esses compromissos foram feitos em cima de décadas de investimento do governo dos Estados Unidos no Brasil, totalizando mais de US$ 617 milhões nos últimos 20 anos, incluindo mais de US$ 103 milhões para saúde.
  • As recentes doações do governo dos EUA cumpriram a promessa do presidente Trump de ajudar na resposta do Brasil à pandemia. A USAID concluiu recentemente a doação de 1.000 respiradores prometidos ao Brasil, que até agora foram implantados pelo Ministério da Saúde do Brasil em Minas Gerais, Mato Grosso e São Paulo. Nossa cooperação está salvando vidas.

EXPANSÃO DA COOPERAÇÃO ECONÔMICA COM PRINCÍPIOS DE MERCADO LIVRE

  • A relação comercial bilateral Brasil-EUA é avaliada em mais de US$ 100 bilhões, e os Estados Unidos são o maior parceiro comercial do Brasil em bens de valor agregado. Cinquenta e cinco por cento das exportações do Brasil para os Estados Unidos são em bens e serviços de valor agregado, o que cria empregos de qualidade no Brasil. Continuamos expandindo nossa parceria econômica com o Brasil por meio de ações concretas que defendem os princípios de comércio justo, livre mercado e concorrência saudável.
  • O Fórum de Energia EUA-Brasil, estabelecido em 2019 pelo Secretário de Energia, Perry, e o ministro de Minas e Energia, Albuquerque, fortalece nossa parceria comercial e tecnológica em energia. As empresas do EUA estão investindo fortemente no setor, ajudando o Brasil a se tornar um dos maiores exportadores de petróleo do mundo.
  • Os Estados Unidos e o Brasil assinaram um Memorando de Entendimento da iniciativa América Cresce (Growth in the Americas) em março de 2020 para aumentar o investimento competitivo e transparente do setor privado em infraestrutura.
  • Os Estados Unidos farão parceria com o Brasil para apoiar o desenvolvimento e governança de recursos minerais de energia, a fim de alcançar nosso futuro energético compartilhado e diversificar as cadeias de fornecimento de minerais essenciais.
  • Os Estados Unidos apoiam investimentos sustentáveis ​​na Amazônia que protegem a biodiversidade enquanto promovem o crescimento econômico. A USAID está aproveitando os recursos do setor privado e a inovação para desenvolver parcerias com o governo, o setor privado e a sociedade civil. Por exemplo, o Fundo Althelia para a Biodiversidade busca levantar US$ 100 milhões em investimentos principalmente privados para o crescimento econômico na Amazônia que conserve sua rica biodiversidade.
  • O Fórum de CEOs EUA-Brasil, marcado para 28 de setembro, reunirá os principais CEOs dos EUA e do Brasil para desenvolver recomendações conjuntas para ambos os governos sobre como aprofundar o comércio e os investimentos bilaterais.

*Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.