INTERNET 100 GB PARA O NORDESTE – O ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (@mctic ), em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, inaugura a primeira fase do programa Ciência Conectada, que vai ampliar a infraestrutura de banda larga por fibra ótica nas regiões Norte e Nordeste.

A rede de internet acadêmica está ampliando sua velocidade de 10 para 100 Gigabits por segundo, mil vezes a capacidade da banda larga doméstica, beneficiando universidades federais, institutos federais e unidades de pesquisa, além de fomentar a economia e desenvolvimento local.

A primeira fase do programa irá atingir neste ano 77 localidades, seis estados, 16 cidades, 64 instituições federais, estaduais e privadas. Até 2021 estarão finalizadas as 16 redes metropolitanas que vão permitir a conexão de 1.317 escolas a Internet.

As universidades, institutos, hospitais de ensino e polos de inovação serão as âncoras da inclusão digital no território. Estima-se que, o investimento de R$ 80 milhões pode alavancar, no mínimo, o mesmo valor em nova infraestrutura de banda larga na região nessas cidades.

Já são mais de 8 mil pontos de conexão instalados somente neste ano. Na ocasião, o ministro também irá fazer a entrega de 500 computadores recondicionados para a região Nordeste, do programa Computadores para Inclusão. @astropontes

Anúncios