Facebook e Twitter reagem a ordem de Alexandre de Moraes / Facebook and Twitter react to Alexandre de Moraes’ order

O Facebook decidiu que recorrerá ao plenário do STF. Enquanto isso, as contas serão mantidas no ar fora do Brasil.

Facebook anunciou nesta sexta-feira que não vai cumprir a determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF, para tirar do ar internacionalmente os perfis que apoiam o Presidente Jair Bolsonaro que foram alvos do inquérito ilegal das fake news.

A empresa decidiu que recorrerá ao plenário do STF. Enquanto isso, as contas serão mantidas no ar fora do Brasil.

“Respeitamos as leis dos países em que atuamos. Estamos recorrendo ao STF contra a decisão de bloqueio global de contas, considerando que a lei brasileira reconhece limites à sua jurisdição e a legitimidade de outras jurisdições”, diz a nota da assessoria de imprensa do Facebook.

Por outro lado, o Twitter emitiu uma dura nota sobre a obrigatoriedade de cumprir a decisão e afirmou que vai recorrer da decisão. 

“O Twitter bloqueou as contas para atender a uma ordem judicial proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). Embora não caiba ao Twitter defender a legalidade do conteúdo postado ou a conduta das pessoas impactadas pela referida ordem, a empresa considera a determinação desproporcional sob a ótica do regime de liberdade de expressão vigente no Brasile, por isso, irá recorrer da decisão de bloqueio”. 

Translation into English:

Facebook announced on Friday that it will not comply with the determination of Minister Alexandre de Moraes, of the STF, to take down internationally the profiles that support President Jair Bolsonaro who were targets of the illegal investigation of fake news.

The company decided that it will appeal to the STF plenary. In the meantime, the accounts will be kept on air outside of Brazil.

“We respect the laws of the countries in which we operate. We are appealing to the STF against the decision to block global accounts, considering that Brazilian law recognizes limits to its jurisdiction and the legitimacy of other jurisdictions ”, says the note from the Facebook press office.

On the other hand, Twitter issued a harsh note on the obligation to comply with the decision and said it would appeal the decision. 

“Twitter blocked the accounts to comply with a court order arising from an investigation by the Supreme Federal Court (STF). Although it is not up to Twitter to defend the legality of the content posted or the conduct of people impacted by the said order, the company considers the disproportionate determination under the perspective of the freedom of expression regime in force in Brazil and, therefore, will appeal the blocking decision. ”.

Leia também:

https://zapbolsonaro.com/urgente-allan-dos-santos-ja-esta-fora-do-brasil-e-tem-uma-bomba-pra-contar/

https://zapbolsonaro.com/freedomofspeech-golpedostf-censorshipinbrazil/

2 comentários sobre “Facebook e Twitter reagem a ordem de Alexandre de Moraes / Facebook and Twitter react to Alexandre de Moraes’ order”

  1. Caro Presidente a vacina de OXFORD é tão perigosa quanto a chinesa pois BILL Gates gastou 750 milhões e teve COLUIO em 2019 no laboratório tbém de WUAN.Veja quem eco que está por trás dessa compra de vacinas aqui no Brasil.

    1. Caro Presidente o Presidente TRUMP não aceitou obrigatoriedade de vacinação e rompeu com a OMS.Hoje os brasileiros tolidos do uso de um remédio simples e testado por decadas pedem SOCORRO às Forças de Coalisão Internacional uma vez que sabemos o que está por trás dessa insistência de vacinação.O mundo sabe quem são os da NOM e os planos de redução populacional.
      Sendo assim pedimos que não use essa fortuna anunciada de compra de vacina Oxford pois sabemos quantos foram pagos para mentirem.Cordialmente uma brasileira patriota e horrorizada com tanto dinheiro nas mãos de criminosos genocidas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.