https://www.whitehouse.gov/briefing-room/press-briefings/2022/09/07/press-briefing-by-press-secretary-karine-jean-pierre-national-monkeypox-response-coordinator-bob-fenton-and-deputy-coordinator-dr-demetre-daskalakis/

P Muito obrigado, Karine. Duas questões. Um sobre a eleição brasileira que está chegando em 25 dias. O senador Bernie Sanders, Tim Kaine e outros democratas estão prestes a apresentar uma resolução de apoio – para mostrar apoio a uma eleição livre e justa no Brasil e pedir aos EUA que rompam os laços com o Brasil se os resultados não forem respeitados. A Casa Branca está em contato com os senadores e apoia esse tipo de resolução?

SENHORA. JEAN-PIERRE: Portanto, não tenho nenhuma conversa para fornecer a você neste momento com nenhum membro do Congresso.

Mas no que diz respeito à eleição brasileira, vamos continuar a monitorá-los. Os Estados Unidos confiam na força das instituições democráticas do Brasil. O Brasil tem um forte histórico de eleições livres e justas, que são conduzidas com transparência e altos níveis de participação dos eleitores. As eleições que foram conduzidas pelo sistema eleitoral competente e testado pelo tempo e pelas instituições democráticas do Brasil servem de modelo para as nações do hemisfério e de todo o mundo.

Como parceiro da democracia no Brasil, os Estados Unidos acompanharão as eleições de outubro com grande interesse — como acabei de dizer, vamos acompanhar — e com plena expectativa de que sejam conduzidas de forma livre, justa e crível com todas as instituições relevantes operando de acordo com seu papel constitucional.

Novamente, vamos apenas monitorar as próximas eleições brasileiras. Não tenha chamadas ou reuniões para ler.

P Mas esse tipo de resolução é algo que a Casa Branca apóia?

SENHORA. JEAN-PIERRE: Não vou entrar em nenhuma – nenhuma resolução específica ou qualquer política ou plano específico. O que vamos fazer é continuar a monitorar e ficar de olho nisso.


Q Thank you so much, Karine. Two questions. One about the Brazilian election that’s coming up in 25 days. Senator Bernie Sanders, Tim Kaine, and other Democrats are about to introduce a resolution to support — to show support for a free and fair election in Brazil and to call on the U.S. to break ties with Brazil if the results are not respected. Is the White House in contact with the senators and support this kind of resolution?

MS. JEAN-PIERRE:  So I don’t have any conversation to provide to you at this time with any members of Congress. 

But as it relates to the Brazilian election, we’re going to continue to monitor them.  The United States trusts in the strength of Brazil’s democratic institutions.  Brazil has a strong track record of free and fair elections, which are conducted with transparency, and high levels of voter participation.  The elections that have been conducted by Brazil’s capable and time-tested electoral system and democratic institutions serve as a model for nations in the hemisphere and across the world. 

As a partner of democracy to Brazil, the United States will follow the October elections with great interest — as I just said, we’re going to monitor — and with full expectations that they will be conducted in a free, fair, and credible manner with all relevant institutions operating in accordance with their constitutional role. 

Again, we’re just going to monitor the upcoming Brazilian elections.  Don’t have any calls or meetings to read out.

Q    But is this kind of resolution something the White House supports?

MS. JEAN-PIERRE: I’m not going to get into any — any specific resolutions or any specific policy or plans. What we’re going to do is we’re going to continue to monitor and keep an eye on it.

https://www.politico.com/newsletters/national-security-daily/2022/08/11/the-new-bbb-bernies-brazil-bill-00051092

Veja também!