JÁ EXISTE UMA NARRATIVA SENDO CONSTRUÍDA COMO SE LULA FOSSE O VENCEDOR DAS ELEIÇÕES 2022 NO BRASIL.

Veja o que o site internacional de notícias REUTERS postou no dia 6 de julho de 2022 sobre as eleições brasileiras:

https://www.reuters.com/world/americas/brazil-risk-unrest-more-severe-than-jan-6-us-riots-warns-elections-chief-2022-07-06/

Veja a tradução em português abaixo. A reportagem abaixo foi dividida no site em pequenos blocos, já no primeiro bloco, ao clicar em “LER MAIS”, o leitor já é direcionado à reportagem (2) onde mostra Lul@ na frente nas pesquisas. Veja a malícia deles em induzir o leitor.

BOLSONARO: “Nas próximas semanas iremos desvendar esse mistério!” Sobre a Conferência em NYC com a presença de Ministros do STF.

Bolsonaro disse que irá se encontrar com todos os embaixadores nas próximas semanas.

https://www.reuters.com/world/americas/brazil-risk-unrest-more-severe-than-jan-6-us-riots-warns-elections-chief-2022-07-06/

Reportagem 1:

Brasil corre risco de agitação mais grave do que os tumultos de 6 de janeiro nos EUA, alerta chefe das eleições

BRASÍLIA, 6 Jul (Reuters) – O Brasil corre o risco de enfrentar um incidente mais grave do que o ataque de 6 de janeiro de 2021 ao Capitólio dos Estados Unidos, disse o chefe da Justiça Eleitoral do país, Edson Fachin, nesta quarta-feira antes da eleição presidencial. em outubro.

Suas declarações seguem as últimas pesquisas que mostram o presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, atrás do ex-líder Luiz Inácio Lula da Silva antes das eleições.

Bolsonaro lançou dúvidas sobre o sistema de votação, sem provas, chegando a ameaçar rejeitar um resultado desfavorável nas eleições. consulte Mais informação

“Podemos experimentar um episódio ainda mais grave do que o ataque de 6 de janeiro ao Capitólio”, disse Fachin em uma apresentação no Wilson Center, em Washington.

Fachin também alertou que não aceitará qualquer interferência no processo eleitoral. O envolvimento das Forças Armadas do Brasil na corrida presidencial deve ser cooperativo e nunca deve estar interferindo, disse ele.

No início deste ano, a Justiça Eleitoral criou uma comissão de transparência com representantes de diversas instituições públicas, inclusive militares, para garantir maior segurança ao processo eleitoral.

Os líderes militares disseram amplamente que as Forças Armadas respeitarão qualquer resultado eleitoral. Ainda assim, alguns oficiais militares ecoaram os comentários de Bolsonaro sobre potenciais fraquezas no sistema eleitoral do Brasil.

“Evidentemente, não vamos aceitar esse tipo de circunstância. Colaboração sim, intervenção nunca”, disse Fachin.

Reportagem de Ricardo Brito; Escrito por Peter Frontini; Edição por Chris Reese

Reportagem 2:

Pesquisa mostra Lula mantendo forte liderança na corrida presidencial

5 Jul (Reuters) – O esquerdista brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva mantém uma forte vantagem contra o atual presidente de direita Jair Bolsonaro antes da eleição presidencial de outubro, mostrou uma pesquisa da Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira.

Lula é visto com 45% de apoio dos eleitores no primeiro turno, uma vantagem de 14 pontos percentuais sobre seu rival de extrema direita, com Bolsonaro um ponto acima de seu nível de apoio de 30% em junho.

Em um segundo turno esperado, Lula, ex-presidente, é visto vencendo com uma diferença menor de 19 pontos percentuais – obtendo 53% dos votos contra 34% de Bolsonaro, disse a pesquisa Genial/Quaest.

A pesquisa Genial/Quaest também mostrou que a visão negativa do governo Bolsonaro é de 47%, o mesmo resultado de junho, enquanto o percentual de quem vê o governo de forma positiva aumentou um ponto percentual, para 26%..

Para 44% dos entrevistados, a situação econômica do país continua sendo o maior problema que o país enfrenta.

A Pollster Quaest entrevistou 2.000 eleitores pessoalmente entre 29 de junho e 2 de julho. A pesquisa tem uma margem de erro de 2 pontos percentuais.

VEJA TAMBÉM ESSE ABSURDO: 5 juízes do STF estarão em conferência em Nova Iorque debatendo o assunto: “A economia do Brasil com o NOVO governo.”

Link da conferência promovia pelo grupo LIDE: https://brazilcham.com/event/lide-brazil-conference/

Leia também!

Congresso dos EUA pode cortar apoio de defesa ao Brasil caso militares apoiem Bolsonaro.

https://zapbolsonaro.com/2022/07/07/enquanto-isso-eles-apoiam-a-china-que-nem-eleicoes-existem/