https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/controladoria-sindicancia-para-apurar-show-daniela-mercury-em-ato-pro-lula/

A Controladoria Geral do Município (CGM) de São Paulo deverá abrir uma sindicância para investigar como foi feita a contratação do show de Daniela Mercury realizado em um ato pró-Lula organizado pelas centrais sindicais no domingo (1º), Dia do Trabalhador. A apresentação, que custou R$ 160 mil, foi paga com recursos da prefeitura.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) disse nesta quarta-feira (4) que a CGM abrirá uma sindicância e afirmou que o recurso utilizado veio de emenda parlamentar dos vereadores Alfredo Alves Cavalcante, o Alfredinho, e Eduardo Suplicy, ambos do PT, e Sidney Cruz (Solidariedade). “A prefeitura não iria negar a solicitação por emenda parlamentar para fazer uma festa para os trabalhadores, ressaltando que não é permitido em qualquer atividade paga com recursos públicos o uso político partidário”, ressaltou Nunes ao jornal Folha de S. Paulo.

Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/controladoria-sindicancia-para-apurar-show-daniela-mercury-em-ato-pro-lula/
Copyright © 2022, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.