O WhatsApp anunciou um novo recurso, chamado Comunidades, que planeja começar a testar nos próximos meses antes de ser lançado de forma mais ampla. Aqui está tudo o que você precisa saber.

Bolsonaro mobiliza Ministério das Comunicações para agendar encontro com WhatsApp

https://jovempan.com.br/noticias/brasil/bolsonaro-mobiliza-ministerio-das-comunicacoes-para-agendar-encontro-com-whatsapp.html

O que são Comunidades do WhatsApp?

No WhatsApp, você precisa do número de telefone de alguém para adicioná-lo e os bate-papos em grupo atingem no máximo 256 participantes. Mas agora, com a aba Comunidades lançada para um número selecionado de grupos permitirá que milhares de usuários participem de uma comunidade que hospeda vários bate-papos em subgrupos. Quando você estiver em uma comunidade, seu número de telefone ficará oculto (exceto de administradores e das pessoas com quem você está em um subgrupo).

Descrito como uma “grande evolução” para o aplicativo de mensagens pelo CEO da Meta, Mark Zuckerberg, uma versão inédita do Comunidades foi notada pela primeira vez no ano passado, mas o WhatsApp esperou até agora para anunciá-lo.

https://www.facebook.com/zuck/posts/pfbid02tA4Kqepr3EUpSvSEuWw6BR4EZYSMiEAP6Bo74V3qaFC98tcKeyAkSGrqrDKKyvHBl

Zuckerberg disse que as Comunidades se concentrarão em feeds: “Da mesma forma que os feeds sociais pegaram a tecnologia básica por trás da internet e fizeram com que qualquer pessoa pudesse encontrar pessoas e conteúdo online, acho que as mensagens da comunidade levarão os protocolos básicos por trás da mensagem um-a-um e estendê-los para que você possa se comunicar mais facilmente com grupos de pessoas para fazer as coisas juntos”.

Como as Comunidades funcionam no WhatsApp?

Pouco se sabe ainda, pois o Pocket-lint ainda não testou as Comunidades, e o WhatsApp ainda está descobrindo os detalhes de exatamente como as Comunidades funcionarão com base no feedback dos primeiros testadores. Mas de acordo com as postagens de anúncio do WhatsApp e Zuckerberg sobre Comunidades, você pode esperar a seguinte experiência do usuário:

Recursos
Com Comunidades, Meta disse que você pode…

  • Reunir grupos separados sob o mesmo guarda-chuva
  • Receber atualizações enviadas para toda a Comunidade
  • Organizar facilmente grupos de discussão menores sobre o que é importante para você
  • Usar ferramentas poderosas como administrador, incluindo:
    • Mensagens de anúncio que são enviadas para todos
    • Controle sobre quais grupos podem ser incluídos
    • Excluir mensagens dos grupos

O WhatsApp também está lançando novos recursos para oferecer melhor suporte às Comunidades, como reações de emoji, a capacidade de os administradores de grupo excluirem mensagens, compartilhamento de arquivos de até 2 GB e chamadas para até 32 pessoas.

Exemplos
As comunidades podem tornar mais fácil, digamos, um diretor de escola reunir todos os pais de alunos da escola. Eles podem compartilhar atualizações obrigatórias e criar grupos sobre aulas específicas, atividades extracurriculares ou necessidades de voluntários. As comunidades permitirão que outros tipos de grupos unidos – como membros de uma congregação religiosa ou até empresas – também tenham conversas em grupo seguras e privadas.

Outro exemplo seria reunir grupos de ativismo político, como o Zap Bolsonaro, onde haverão sub-grupos por Estados ou Cidades, onde os membros poderão discutir temas pertinentes à suas comunidades ou até mesmo na conjuntura nacional.

As comunidades são privadas no WhatsApp?
O WhatsApp disse que as Comunidades são “intrinsecamente privadas”. Além disso, ao contrário do Telegram, todas as comunicações entre as pessoas em uma comunidade são criptografadas, embora o nome e a descrição de uma comunidade não sejam criptografados.

Você pode ler mais sobre como a Meta está abordando a privacidade e a segurança das Comunidades aqui.

Quando as Comunidades do WhatsApp estarão disponíveis?
O WhatsApp testará as Comunidades ainda este ano em países selecionados. Leia aqui sobre o acordo ente o TSE e o WhatsApp.

Nesta sexta-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o acordo entre o WhatsApp e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para que a nova ferramenta da plataforma, que permite grupos com milhares de pessoas, só comece a funcionar no Brasil depois do segundo turno das eleições de 2022.

“E já adianto que isso que o WhatsApp está fazendo no mundo todo, sem problema. Agora abrir uma excepcionalidade no Brasil isso é inadmissível e inaceitável”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou ainda, em vídeo gravado durante a motociata no interior de São Paulo e divulgado pela Jovem Pan, que a decisão não deve ser cumprida.

“Não vai ser cumprido esse acordo que porventura eles realmente tenham feito com o Brasil com informações que eu tenho até esse momento”, declarou:


Veja também:

Eventualmente, as Comunidades serão lançadas para todos os usuários globalmente, permitindo que você combine bate-papos em grupo separados “sob um guarda-chuva com uma estrutura que funcione para eles”, explicou o WhatsApp em um post de anúncio no blog. “Dessa forma, as pessoas podem receber atualizações enviadas para toda a Comunidade e organizar facilmente grupos de discussão menores sobre o que é importante para elas”.

As Comunidades estão chegando ao Facebook?
Sim. Meta está trabalhando em recursos da comunidade para Facebook e Messenger.

Entre no grupo do Zap Bolsonaro em seu estado:

https://zapbolsonaro.com/2022/03/03/entre-no-grupo-zap-bolsonaro-no-whatsapp/