Por Deputada Federal @alesilva.oficial

O tempo de vida útil da BR 381 se exauriu.

Uma obra altamente complexa que demanda uma série de correções geográficas, de engenharia, desapropriações, etc.

Um grande desafio: conciliar os seus altos custos com pedágios acessíveis.

Quando estava por conta do Dnit, ninguém queria pegar essa obra, até que uma empresa executou os projetos dos lotes 7 e 3.1. Agora com a concessão, estar-se-à enfrentando o mesmo problema.

Porém, acredita-se que, com a flexibilização da margem de liquidez, garantindo a segurança que o investidor pede, mantendo os valores dos pedágios, em fevereiro de 2022, tenhamos sucesso em seu leilão.

Seguimos firmes e confiantes no trabalho de nosso ministro @tarcisiogdf .