COBERTURA LOCAL DO A HORA DA NOTÍCIA <<<

BRASILEIRO CONFESSA CULPA E PODE PEGAR MAIS DE 20 ANOS DE CADEIA POR FRAUDE EM APPS E ROUBO DE IDENTIDADE

BOSTON, Mass. — O brasileiro Flavio Candido da Silva, de 36 anos, confessou culpa em audiência em Corte federal na sexta-feira, 17.

O brasileiro morador de Malden é acusado dos seguintes crimes:

  • Roubo de identidades de americanos;
  • Aluguel e venda de contas de aplicativos de transporte com identidade falsa ou roubada;
  • Causar acidentes de carro para furtar identidades de motoristas americanos;
  • Uso de programas bots para pegar melhores corridas nos aplicativos;
  • E também por auxiliar outras pessoas a como fraudar vítimas americanas.

Outros 18 brasileiros foram acusados de participar nos esquemas fraudulentos. Desses, 16 foram presos e 3 continuam foragidos.

O esquema começou a ser descoberto quando as vítimas americanas receberam notificação do Internal Revenue Services cobrando impostos pelos serviços que eles nunca fizeram.

Flavio da Silva também foi flagrado em grupos do WhatsApp orientando outras pessoas a como realizar a fraude, ou como evitar ser pego.

De acordo com autoridades federais, Silva admitiu que ele alugou ou vendeu para terceiros contas que ele abriu em nomes das vitimas cujos documentos ele roubou. Somente com esses aluguéis ou vendas, ele faturou aproximadamente US$ 200.000, que foram depositados na sua conta entre junho de 2019 e dezembro de 2020.

Segundo lei federal, o crime de conspirar para cometer fraude em aplicativos prevê pena de até 20 anos de cadeia e ainda multa de US$ 250.000 ou do dobro do valor arrecadado com a fraude, o que for maior. No caso de Silva, o dobro seriam pelo menos US$ 400 mil de multa.

E ainda, o crime de roubo de identidade prevê pena de 2 anos de cadeia, a serem cumpridos consecutivas a outras penas.

O juiz federal Mark L. Wolf marcou para 22 de abril a data em vai anunciar a sentença do brasileiro.

Fonte: Eduardo Oliveira

https://www.facebook.com/100003371735552/posts/4486854821436865/?d=n