O meu povo é destruído por falta de conhecimento (Oséias 4:6).

Não foi à toa que o Presidente Jair Messias Bolsonaro repetiu várias vezes este versículo bíblico nos últimos dias…

Mais uma vez, diante de uma pretensa frustração, vemos várias pessoas que se dizem de Direita e apoiadoras do Governo, agora declarando que não o apoiam mais ou que estão muito decepcionadas porque o Bolsonaro não fez o que ele prometeu.

E o que ele prometeu? Ou o que ele disse que faria e não fez? Há um dito que é: “tenho compromisso com o que eu falo, não com o que você entende”.

Se Bolsonaro disse que vai sempre jogar dentro das 4 linhas da Constituição e você entendeu que ele iria dar um golpe de Estado e destituir membros de outros Poderes da República, o problema não está no que ele falou, mas sim no que você entendeu.

Se Bolsonaro disse que precisava do povo na rua para demonstrar que ele tinha apoio popular e você entendeu que se o povo fosse para a rua, Bolsonaro fecharia o STF e o Congresso, o problema não está no que ele falou, mas sim no que você entendeu.

Se Bolsonaro disse que “não serão mais obedecidas ordens inconstitucionais do Senhor Alexandre de Moraes” e você entendeu que ele disse que iria mandar as forças armadas prenderem o Alexandre de Moraes, o problema não está no que ele falou, mas sim no que você entendeu.

Se Bolsonaro disse que não existe isso de intervenção no STF ou no Congresso com base no artigo 142 da Constituição e você entendeu que ele iria invocar o artigo 142 para declarar intervenção militar no STF e no Congresso, o problema não está no que ele falou, mas sim no que você entendeu.

Se Bolsonaro disse que iria reunir o Conselho da República para consultá-lo acerca da melhor saída para a crise institucional entre os Três Poderes e você entendeu que ele iria reunir o Conselho da República para decretar Estado de Sítio ou Estado de Defesa, o problema não está no que ele falou, mas sim no que você entendeu.

Se você acha que declaração de Estado de Sítio ou de Estado de Defesa permite ao Presidente intervir no STF ou no Congresso, você não sabe nada sobre o que é, como funciona e para que serve a declaração de Estado de Sítio e Estado de Defesa. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que chamar as forças armadas para tirar alguns ou todos os ministros do STF e alguns ou todos os membros do Congresso Nacional é uma excelente solução para o momento do Brasil e que tudo seria um paraíso depois disso, você não entende nada de conjuntura interna, externa e econômica. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que uma greve de caminhoneiros, causando desabastecimento, inflação, fome e desespero, vai resultar na renúncia de ministros do STF ou de membros do Congresso Nacional, você não entende nada de manipulação das massas e não sabe que quem cairia, nesse caso, seria apenas o Presidente da República, como único responsável pelos efeitos perversos da greve, e nenhum outro. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que o fato de o presidente não se referir a militantes bolsonaristas como Zé Trovão, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, Daniel Ativista, Daniel Silveira, Roberto Jefferson e tantos outros que foram ameaçados, intimidados e presos pelo STF, é porque ele não se importa com essas pessoas, você não entende absolutamente nada do que é estar na posição de Mandatário da Nação e de como se faz política no Brasil. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que a Constituição Federal autoriza ao Presidente da República se impor sobre o STF e o Congresso Nacional, a determinar cortes nos orçamentos do Judiciário e do Legislativo, de ordenar o fim de abusos ou de decidir como os demais Poderes devem se comportar, você não entende absolutamente nada sobre como a Constituição de 1988 foi escrita e está estruturada para colocar todos os freios possíveis no Poder Executivo, por traumas do período militar. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que “todo o poder emana do povo”, e se esquece que o texto do artigo 1º da Constituição complementa essa informação com “que o exerce por meio de representantes eleitos”, você não entende nada de democracia direta, democracia representativa ou democracia participativa, e ainda acha que estamos na Grécia antiga, onde as decisões eram tomadas levantando-se as mãos na praça. O que te falta é conhecimento.

Se você acha que o fato de o Bolsonaro buscar um acordo com os demais poderes para conseguir governar, publicar uma nota se retratando pelo discurso inflamado durante as manifestações e buscar levar adiante seu plano de governo sem ser o tempo todo barrado e sabotado pelo STF e pelo Congresso, representa um ato de “covardia”, “arrego”, “traição contra o povo” e que essa atitude do Presidente foi um ato de desprezo ao sacrifício que milhões de pessoas fizeram para demonstrar apoio a ele nas ruas, você realmente não entende nada de nada desse Brasilzão de Deus e acha que daria super certo governar na base da machadada, tiro, porrada e bomba, e essa seria a solução ideal para o Brasil. O que te falta, muito mesmo, é conhecimento.

Se você acha que não está fazendo o jogo da Esquerda e não está sendo manipulado por ela, e não entende que os Esquerdistas possuem décadas de experiência na arte de manipular e mentir, e se você acha que, ficando contra o Governo e atacando o Presidente Bolsonaro, você está contribuindo com a melhor solução para o Brasil… Você também não entende nada de Esquerda, manipulação e guerra cultural!

Vá se instruir. Vá entender melhor as coisas. Vá ler e ouvir antes de tomar decisões e sair por aí demonstrando todo o seu desconhecimento.

Vai lá, vai. Ainda dá tempo.