Ainda de acordo com Flávio, Bolsonaro estava sem conseguir respirar e está sendo monitorado para evitar que ele aspire o líquido que estava subindo do estômago.

Por hora, o Presidente não será operado. Continuem orando.

Chegou a ser intubado para evitar que ele broncasse o líquido que estava vindo do seu estômago. Isso já havia acontecido em uma das cirurgias passadas que ele fez. Por precaução, apenas, nada de grave”, afirmou o filho ‘01’ do presidente.


O senador também confirmou que o presidente já havia sido internado no sábado (9/7) e no domingo (10/7) por conta dos soluços. 

bstrução intestinal

Bolsonaro sofre de ma obstrução intestinal e deve passar por cirurgia emergencial. Em nota, o Planalto disse que o diagnóstico foi feito pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo. Leia: Bolsonaro tem obstrução intestinal e será transferido para São Paulo   “Após exames realizados no HFA, em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdôme do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência”, diz a nota do Ministério das Comunicações.


Em São Paulo, o chefe do Executivo federal fará exames complementares para definição da necessidade de uma cirurgia de emergência.
Pelo Twitter, Bolsonaro afirmou que a obstrução é consequência da tentativa de asssasinato sofrida por ele em 2018. 

Nosso respeito! Força Capitão!