Bandidos tem acesso às informações dos pacientes e ligam para a família da vítima pedindo dinheiro para continuidade de tratamento médico.

Esse é o segundo caso no mesmo hospital de Ipatinga.